17/ JANEIRO

O que a IoT pode fazer para a automação predial?

VOLTAR PARA AS NOTÍCIAS »

Na visão da Seal Telecom, uso de tecnologias abertas voltadas para internet das coisas apoia a manutenção e a gestão inteligente dos empreendimentos. Tendência é tão forte que impulsionou a Seal Telecom a criar uma nova unidade de negócio, a Building Information.

As inovações e inúmeras possibilidades proporcionadas pela internet das coisas estão avançando em ritmo acelerado no Brasil. Muitos setores estão apostando nessa tendência, um exemplo disso é a área de serviços de automação de edifícios comerciais e residenciais. As aplicações em IoT atendem com eficácia as demandas dos proprietários e administradores, habilitando sistemas operacionais que fornecem informações importantes para tomadas de decisões, além do controle orçamentário e usabilidade mais inteligente.

Atenta a essa crescente demanda, a integradora Seal Telecom criou recentemente uma nova unidade de negócio, a Building Information, desenvolvida para criar soluções integradas de sistemas de gerenciamento com foco em facilidades de automação predial, residencial e industrial. A partir de agora, as ofertas estão concentradas em toda automação predial com Sistema de Detecção e Alarme de Incêndio (SDAI), Circuito Fechado de Televisão (CFTV), Controle de Acesso, Áudio e Vídeo, além de sistemas de operação e manutenções preventivas e preditivas inteligentes, as quais garantirão a agilidade na implantação das soluções e redução de custos durante a vida útil do sistema implantado.

De acordo com a diretora da divisão Building Information da Seal Telecom, Fátima Silano, os grandes projetos de automação predial estão passando por uma ampla transformação no mercado brasileiro. As tecnologias anteriores eram proprietárias com dependência de um fornecedor e de pessoas altamente capacitadas para operá-las.

“Hoje, existem no mercado soluções inteligentes, as quais utilizam plataformas abertas e que com o auxílio da internet das coisas a implementação dos sistemas é realizada de forma mais rápida e transparente para os usuários. Isso permite também que a operação e gestão dos edifícios seja feita de forma remota, o que garante uma maior qualidade da operação, reduzindo assim o custo de OPEX dos empreendimentos”, explica Fátima.

O objetivo da criação dessa nova unidade de negócio é fornecer solução de engenharia integrada no valor de propriedade com uso de tecnologias abertas de IoT. A ideia é garantir aos usuários flexibilidade, qualidade nos serviços de operação e gestão remota. Na visão da diretora, 2018 já demonstra uma recuperação na economia e uma retomada de novos empreendimentos, focados em gestão mais inteligente, modernização e eficiência energética. Ou seja, um mercado de oportunidades para a Seal Telecom.

“Estamos com uma expectativa muito alta e entendemos que será um ótimo ano para os negócios da Seal Telecom, visto que estamos oferecendo um produto diferenciado para atender os mais diversos tipos de empreendimentos”, completa e acrescenta que seu time é formado por profissionais capacitados e certificados para atender às necessidades desses segmentos.

A divisão Seal Building Information atua nos mercados por meio dos clientes diretos, construtoras, empresas de arquitetura, gerenciadores e administradores de condomínio. E conta também com parceiros nacionais e internacionais como Schneider Eletric, Honeywelll, Talent, Hanwha Techwin, Bosh, Edwards, Siemon e todos os demais parceiros já inseridos no portfólio da Seal Telecom.

Fonte: http://www.decisionreport.com.br/destaque/o-que-iot-pode-fazer-para-automacao-predial/#.WmCfS6inHDf

VOLTAR PARA AS NOTÍCIAS »